cupim

O cupim é um pesadelo para os moradores dos centros urbanos. Prevenir e combater esse mal depende de algumas atitudes. Saiba o que fazer!

Que o cupim adora uma madeira, todo mundo sabe. No entanto, esse verdeiro terror que invade os centros urbanos também gosta de causar problemas por onde se aloja.

Geralmente, ele se reúne com sua “gangue devoradora” em móveis, paredes e forros, além de qualquer objeto que ele considere delicioso. Ele também curte papéis e outros derivados de celulose, couro, lã, vegetais vivos e matéria orgânica.

Para que você saiba identificar, prevenir e combater, preparamos um conteúdo que vai te ajudar. Leia até o final e depois mande o cupim para bem longe.

O cupim

Por mais bizarro que pareça, os cupins são insetos organizados. Explicamos: considerados insetos eussociais (que vivem em colônias formadas por indivíduos especializados), eles se organizam em castas. Cada indivíduo assume funções específicas, tais como a reprodução, defesa da colônia, coleta de alimentos, entre outras.

Considerado por muita gente como o principal inseto causador de prejuízos em centros urbanos, ele tem a sua sobrevivência atribuída ao calor e à umidade do ar. Por este motivo, é comum acontecerem revoadas na primavera e no verão, mais perceptíveis no final da tarde e à noite, quando os cupins são atraídos pelas luzes artificiais.

Os locais preferidos do cupim

O cupim não é lá muito enjoado. Para ele, serve as guarnições de batentes de portas e janelas, móveis e armários embutidos, forros de madeira e rodapés. Eles também adoram invadir estantes cheias de livros que não são muito usadas, ou seja, aquelas que você guarda os livros que já leu e “esquece” deles.

Dica: uma palinha do que a gente ainda vai tratar aqui no texto: tire os livros do lugar, limpe a estante e os próprios livros. Essa atitude evita a instalação de colônias de cupins nas peças.

 Cupim: como combater e prevenir

Como identificar o cupim

No mundo dos insetos, tem muitas espécies parecidas. É bem fácil a gente confundir, caso não as conheça. Existem vários tipos, mas alguns deles estão mais presentes no nosso meio e são identificados desta maneira:

Pelo “pozinho” do cupim

Essa é uma das maneiras mais fáceis de identificar se o local está infestado de cupim. O acúmulo de um “pozinho” nos móveis de madeira, paredes, portas, forros e nas demais peças de madeira, é um sinal claro da sua existência. Esse pó acumulado tem a mesma cor da madeira que foi atacada, pois a colônia de cupim fez uma espécie de serragem da madeira.

Ao se deparar com o pó na sua casa ou empresa, faça a limpeza e espere até o dia seguinte. Havendo novamente o acúmulo deste tipo de pó, a notícia não é muito agradável: o local está infestado de cupim.

Pelas características do inseto

O cupim que adora atacar a madeira tem cor branca, cerca de dois a três milímetros de tamanho, sobrevive dentro de objetos de madeiras ou tábuas.

O cupim subterrâneo

O chamado cupim subterrâneo é um dos mais agressivos. Ele se caracteriza por suas galerias de terra e pela criação de “túneis” para sua passagem nas paredes e fundações. A espécie cria cupinzeiros e não vive no interior da madeira, atacando-a quando quiser.

Apesar das características de sobrevivência e comportamento diferentes, é bem parecido com o cupim branco. A diferença mais visível está na cor, que é preta.

Rainha cupim e cupins com asas

O cupim rainha é o responsável pela reprodução dos cupins. Com proporções maiores que os demais, é a única capaz de se reproduzir. Ela é fecundada pelos zangões – os cupins de asas.

Se você notar diversos cupins com asas sobrevoando a sua casa ou empresa, você ou algum vizinho está com problemas. Por terem potencial elevado de criar novas colônias, é recomendado que sejam eliminados antes de formar ainda mais colônias.

Dicas para prevenir e combater

  • Se for construir, verifique se o seu construtor vai usar madeiras naturalmente invulneráveis.  Ele deve conhecer quais são as espécies da sua região;
  • Após o término da construção, retire logo os restos de madeiras;
  • Evite armazenar madeiras e seus derivados de forma inadequada, principalmente nos lugares úmidos;
  • Verifique regularmente armários, estantes, rodapés, forros, esquadrias e outras estruturas de madeira;
  • Ao se deparar com madeiras infestadas, destrua elas. De preferência, queime-as em lugar adequado;
  • Instale telas em portas, janelas, basculantes e demais aberturas. Essas telas podem ser de malhas de 1,6 mm.

 Cupim: como combater e prevenir

Na dúvida, principalmente se você já percebeu a forte investida dos cupins, entre em contato com uma empresa especializada para saber como acabar com cupim.

Faça um orçamento com quem mais entende de prevenção e combate ao cupim: Clique aqui!