controle de pragas

O controle de pragas no estoque do comércio é decisivo para a qualidade dos produtos. E não é apenas as indústrias de alimentos que estão na mira. Acompanhe!

O controle de pragas vai além do que os olhos dos clientes podem ver. Não basta ter um ambiente agradável para receber consumidores e não cuidar de forma adequada do setor de estoque de produtos.

Isso vale não apenas aos restaurantes, supermercados ou indústrias de alimentos. É obrigação em todas as áreas que trabalham com produtos, como roupas, calçados, bebidas, plásticos, peças, entre outros.

Além de ser uma questão de higiene e organização, o controle de pragas no estoque do comércio garante a conservação dos produtos e evita a transmissão de doenças à funcionários e clientes.

No seu comércio, como é feito este controle? Continue lendo e saiba mais sobre a importância de tê-lo.

Comece pela higiene

Um controle de pragas eficiente começa pela higiene. O local reservado para o estoque do seu comércio deve receber higienização diária e estar organizado para armazenar os produtos de forma adequada.

O estoque de empresas que lidam com alimentos, por exemplo, necessita de higienização para evitar a contaminação por pragas. Esse problema pode resultar na transmissão de doenças como tuberculose, disenteria, salmonelose, entre outras.

No entanto, como falamos na introdução do texto, nem só de alimentos vivem as pragas. Na indústria têxtil, elas também adoram estragar peças de roupas e causar prejuízos financeiros. Além de poderem transmitir doenças e causarem constrangimentos aos proprietários, esses pequenos animais podem, ainda, induzir acidentes de trabalho, como picadas/ferroadas.

Outros setores, como as indústrias de máquinas, peças, plásticos, entre outros, também podem sofrer sem um controle de pragas eficiente. Danificar os produtos é somente um dos problemas que esses seres “minúsculos” podem causar. Portanto, limpar o setor de estoque com frequência é essencial, afinal ninguém gostaria de ter um “criadouro” de pragas na empresa, não é?

Adote um controle de pragas

As pragas não têm esse nome à toa. Inconvenientes sob todos os aspectos, podem ser moscas, baratas, ratos, formigas, cupins, aranhas, escorpiões, traças e outras mais. Elas adoram restos de alimentos, resíduos em geral, papel velho, madeira úmida, fios de eletricidade desencapados e até roupas que estão há muito tempo no estoque.

controle de pragas

Não importa que você não esteja vendo nenhuma dessas pragas que citamos. Muitas delas agem de forma silenciosa e não “aparecem” aos nossos olhos. Então, a melhor maneira de manter um controle de pragas que funcione é realizá-lo de forma periódica. Primeiro, pela higienização e depois com a ajuda de uma empresa especializada.

Realize a dedetização, pelo menos, de seis em seis meses. Essa é uma obrigação de quem trabalha com o comércio. Se perceber a necessidade de fazer o procedimento em intervalos mais curtos, faça-o. Será a melhor medida preventiva que você tomará para proteger o seu estoque e a sua marca!

Siga a legislação para o controle de pragas

Você sabe que para manter o estabelecimento comercial aberto é necessário seguir às normas da Vigilância Sanitária. Respeite a legislação de higienização, que diz em sua Resolução de Diretoria Colegiada RDC nº 216, de 15 de setembro de 2004, que é essencial para que as edificações estejam livres de pragas e vetores urbanos.

Faça vistorias e elimine as pragas

Não “dê as costas” às vistorias do seu estoque. Continue observando os produtos, armários, prateleiras e demais locais de armazenamento. Se já estiver com problemas no controle de pragas, notá-los com antecedência ajuda a eliminá-los.

Juntamente com uma empresa especializada no ramo, identifique qual é o tipo de praga que está lhe afetando. Deste modo, será possível investir em um plano eficiente, como a dedetização, e acabar com essas pragas e todos os sinais de proliferação delas.

Dica: em seu estoque, priorize armários e prateleiras de aço, piso de cerâmica e mantenha o espaço bem ventilado. Isso ajuda na conservação e proteção dos seus produtos. E não esqueça de observar os terrenos baldios ao seu redor, eles costumam reservar surpresas ingratas, como o acúmulo de lixo.

Gostou do tema sobre o controle de pragas no estoque do comércio? Esperamos ter ajudado! Continue acompanhando o nosso blog, temos muitos assuntos para tratar com você.